13 de jun de 2014

MongoDB - Comandos Básicos de Manipulação

Usando comandos de manipulação do mongoDB Primeiro, para inicializar o mongo temos quer ir na pasta do banco:
$ cd ~/mongodb/bin
ao entrar nesse diretorio temos duas opções ou rodamos o executável com o arquivo de configuração do banco que chamei de mongo.configo e coloquei no diretorio raiz do banco:
$ sudo mongod --config ~/mongodb/mongo.config
Arquivo de configuração: Esse arquivo contém 3 configurações principais: 1º - O diretorio que ficará os arquivos do banco, que chamei de data: Vamos criá-lo: Entre na pasta:
$ cd  ~/mongodb/
Crie o diretorio:
$ mkdir data
Liste e verifique o resultado:
$ pwd
O caminho terá que retornar algo como ~/mongodb/data Segundo o caminho de log do mongo: verifique que ele exista:
$ cat ~/mongodb/log/mongo.log
e por último o nível do diaglog do mongo, veremos a função dele mais a frente, agora só colocaremos o valor 3. O arquivo ficaria assim:
##store data here
dbpath=~/mongodb/data

##all output go here
logpath=C:\Users\rogerio.tomaz\Documents\Desenv\Estudos\mongodb\log\mongo.log

##log read and write operations
diaglog=3
Outra opção é usar os comando em linux baseados em RedHat: Iniciar o MongoDB
$ sudo service mongodb start
Para o MongoDB
$ sudo service mongodb stop
Reiniciar o MongoDB
$ sudo service mongodb restart
Agora vamos ao comandos de administração do mongoDB Para fazer a manipulação do banco usaremos o comando To use mongodb run the following command
$ mongo
Vai retornar o mongoshell, que é o shell de manipulação do banco: Algo mais ou menos assim:
MongoDB shell version: 2.6.0
connection to: test
>
Agora podemos digitar alguns comandos, vamos testar dois:
> db.help()
Esse comando retorna a lista de comandos do mongoDB client E o comando
> db.stats()
Esse comando retora as estatiticas do mongoDB. Ele irá mostrar o nome da base de dados, problemas da coleção e os documentos na database. Esse artigo é um passo a passo simplas para inicar a manipulação do mongoDB, no próximo artigo, veremos os comandos para manipulação de collections. Abrs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário